Sábado, 24 de Julho de 2021 00:47
9298125-7000
Geral Pará

Capacitação aborda medidas de prevenção e controle de doenças endêmicas

O debate promovido pela Sespa reúne profissionais das secretarias municipais de Saúde de cinco municípios da Região Metropolitana de Belém

16/06/2021 22h45
24
Por: Adão Gomes Fonte: Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

Até esta sexta-feira (18), técnicos da Coordenação de Endemias da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) discutem medidas de prevenção e controle de 14 doenças endêmicas, com profissionais das secretarias municipais de Saúde de cinco municípios da Região Metropolitana de Belém (RMB). O encontro destina-se ao aperfeiçoamento das ações de vigilância em saúde, por meio de orientações, diretrizes e perspectivas para área.

A leishmaniose é uma das doenças endêmicas que mais preocupam os especialistas
A leishmaniose é uma das doenças endêmicas que mais preocupam os especialistas - (Foto: Divulgação)

De acordo com Adriana Tapajós, coordenadora de Endemias da Sespa, o debate também aborda protocolos de diagnóstico e tratamento de doenças endêmicas, e ainda acompanhamento das ações, avaliação dos indicadores, noções de vigilância epidemiológica e de entomologia, organização das operações de campo e técnicas de visita domiciliar, entre outros temas. A capacitação ocorre no auditório da Sespa, em Belém.

Segundo o Ministério da Saúde, a endemia é uma enfermidade, geralmente infecciosa, registrada constantemente em um país ou região por influência de causa local. Dentre as doenças endêmicas que mais preocupam a saúde pública estão malária, leishmaniose, esquistossomose, febre amarela, dengue e doença de Chagas.

Os profissionais dos municípios estão sendo preparados para as atividades assim que a pandemia for amenizada
Os profissionais dos municípios estão sendo preparados para as atividades assim que a pandemia for amenizada - (Foto: Divulgação)

Eficácia- “Como Sespa, estamos aqui para identificar as demandas e orientá-los na condução das ações. Também realizamos frequentemente oficinas e capacitações para as diversas áreas da Epidemiologia. Reunimos esses profissionais para que eles possam ser atualizados e tenham uma atuação mais eficaz nas unidades de saúde, promovendo diagnósticos mais rápidos e um tratamento mais eficaz. Queremos também escutar os municípios sobre as dificuldades que estão tendo na execução dos serviços”, informou Adriana Tapajós.

As dinâmicas de grupo discutem as demandas de cada município
As dinâmicas de grupo discutem as demandas de cada município - (Foto: Divulgação)

A capacitação está sendo realizada em parceria com o 1º Centro Regional da Sespa, a fim de traçar estratégias para que os municípios retomem as atividades assim que a pandemia de Covid-19 estiver amenizada. 

Nesta quarta-feira (16), os integrantes da capacitação participaram de dinâmicas de grupo voltadas às especificidades de cada município, desta forma elaborando estratégias que possam ser executadas. Na sexta-feira haverá abordagem de Sistemas de Informação, enfatizando que as informações sejam alimentadas de forma correta e em tempo oportuno.

Por Mozart Lira (SESPA)
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.