NO DISCURSO EM DAVOS, JAIR BOLSONARO DIZ QUE VAI CUIDAR DA SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL, PARA QUE O PAÍS SEJA VISITADO. ELA FAZ PROPAGANDA DA AMAZÔNIA E DAS PRAIAS. EM MANAUS: POLÍCIA MILITAR APREENDE MIL SACAS DE CARVÃO VEGETAL EM SITUAÇÃO IRREGULAR DURANTE OPERAÇÃO "ÁGUIA - BOINA VERDE" AO ESTADÃO, HAMILTON MOURÃO TAMBÉM DISSE QUE DIVERGÊNCIAS ENTRE PAULO GUEDES E ONYX LORENZONI ESTÃO SUPERADAS. “TEM ESSES PRIMEIROS DEZ DIAS, QUE É O MOMENTO DE CONHECER AS COISAS. O PAULO E O ONYX JÁ TROCARAM BEIJINHOS E ESTÁ TUDO CERTO.”
Arrow
Arrow
Slider

Mais de 600 aparelhos celulares são apreendidos durante operação policial deflagrada no Centro de Manaus

Mais de 600 aparelhos celulares são apreendidos durante operação policial deflagrada no Centro de Manaus

Em operação contra o comércio de celulares roubados e furtados, a Polícia Civil e a Polícia Militar apreenderam 602 telefones e 30 notebooks e tablets que estavam sendo revendidos no bairro Centro, zona sul, nesta semana. Essa foi a maior apreensão de equipamentos ilegais feita pelas polícias. Nove pessoas foram autuadas por receptação qualificada, sendo cinco em flagrante.

O resultado da operação foi apresentado neste sábado (03/08). A operação “Offline” é parte das ações determinadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) para combater roubos a ônibus do transporte coletivo. Segundo a polícia, o celular é o item mais roubado nesse tipo de veículo.

Segundo o secretário de segurança pública, coronel Louismar Bonates, a operação seguirá para outras zonas da capital. “Agora esse trabalho de investigação mais aprofundado, está sendo feito pela Polícia Civil. Alguns que estavam praticando os roubos já foram detectados, mas esse trabalho será aprofundado agora e nós iremos continuar essa operação, não só na área central, mas em todos os bairros da cidade que tenha a venda irregular. Você, cidadão, ajude a polícia. Ligue para 181 e denuncie quem esteja vendendo celular roubado”, disse.

No Centro, onde as investigações detectaram a venda desses equipamentos de origem ilegal, 15 alvos foram acompanhados e tiveram material apreendido. Dentre eles, vendedores ambulantes, barracas de camelô e lojas de galerias comerciais. O material não tinha nota fiscal.

Em uma das galerias na avenida Eduardo Ribeiro, os policiais encontraram material de origem ilícita, escondido em um fundo falso de uma assistência técnica. “Na realidade, nós investigamos que existem receptadores e repassam para os camelôs. Nesse momento, o foco foi exatamente naquele que estava vendendo. Nós estamos investigando exatamente esses grandes receptadores. Ainda não chegamos neles, mas a investigação vai apurar”, enfatizou o delegado-geral, Lázaro Ramos.

Desde a última quinta-feira (1/8), quando a operação foi deflagrada, uma equipe de 50 servidores da Polícia Civil analisou os equipamentos e identificou, por meio do Imei, tradução de International Mobile Equipment Identity, que o material tinha restrição de roubo notificada por um Boletim de Ocorrência (BO). As consultas foram feitas ao Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Algumas vítimas já foram acionadas e tiveram o celular devolvido. Nos próximos dias, a população poderá consultar, pelo Imei, a lista dos telefones recuperados no site da Polícia Civil. O cidadão poderá fazer o resgate mediante apresentação do BO de roubo ou furto de celular.


Operação –
 A operação “Offline” envolveu mais de 230 policiais militares e civis. As investigações sobre os pontos de venda desses produtos de origem duvidosa vêm ocorrendo há cerca de dois meses, com a condução da SSP-AM e da Polícia Civil, por meio da 1ª Seccional Sul, do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM).

Os alvos abordados ficavam espalhados em diversos pontos do Centro, como a avenida Eduardo Ribeiro e as ruas Guilherme Moreira e Tenreiro Aranha. Houve apreensão de material também em duas galerias comerciais do Centro. Durante a ação, a PM empregou cães farejadores para busca de narcóticos.

De acordo com o comandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE), da PM, conorel Bruno Azevedo, o trabalho de fiscalização aos ônibus será intensificado. “A Polícia Militar continua com a operação ‘Catraca’, com a saturação dos pontos onde existe fluxo de pessoas, combatendo os roubos em ônibus. O principal foco, hoje, é retirar das ruas os infratores, identificar e prender os criminosos”, disse.

FOTOS: Erlon Rodrigues / PC-AM.

Adão Gomes
Adão Gomes Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
Adão Gomes
Adão Gomes

CPANEL: Senha:tioadao Login:guiamanaus151122

Os comentários estão fechados.
Arrow
Arrow
Slider