NO DISCURSO EM DAVOS, JAIR BOLSONARO DIZ QUE VAI CUIDAR DA SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL, PARA QUE O PAÍS SEJA VISITADO. ELA FAZ PROPAGANDA DA AMAZÔNIA E DAS PRAIAS. EM MANAUS: POLÍCIA MILITAR APREENDE MIL SACAS DE CARVÃO VEGETAL EM SITUAÇÃO IRREGULAR DURANTE OPERAÇÃO "ÁGUIA - BOINA VERDE" AO ESTADÃO, HAMILTON MOURÃO TAMBÉM DISSE QUE DIVERGÊNCIAS ENTRE PAULO GUEDES E ONYX LORENZONI ESTÃO SUPERADAS. “TEM ESSES PRIMEIROS DEZ DIAS, QUE É O MOMENTO DE CONHECER AS COISAS. O PAULO E O ONYX JÁ TROCARAM BEIJINHOS E ESTÁ TUDO CERTO.”
Arrow
Arrow
Slider

Quarenta servidores participam da primeira turma do Curso de Libras Básico para Atendimento

Quarenta servidores participam da primeira turma do Curso de Libras Básico para Atendimento

O objetivo é capacitar os profissionais que atuam no serviço público para que os órgãos do estado ofereçam um atendimento mais inclusivo

Cerca de 40 servidores se inscreveram na primeira turma Curso de Libras Básico para Atendimento. A capacitação é realizada pela Escola Governar, uma coordenadoria da Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead). O objetivo é capacitar os profissionais que atuam no serviço público para que os órgãos do estado ofereçam um atendimento mais inclusivo.

O curso tem duração de 30 horas, foi iniciado nesta segunda-feira (3/6) e segue até o dia 14 de junho, explicou a secretária da Sead, Inês Carolina Simonetti. “A Escola Governar atende as demandas das demais secretarias. Foi percebido que as secretarias tinha essa demanda de capacitação para atendimento em libras de pessoas com deficiência auditiva”, explicou.

Servidores de diversos órgão se inscrevam, com destaque para aqueles que atuam em instituições que prestam atendimento na área da saúde e segurança pública. “Nossa ideia é abrir outras turmas no decorrer do ano e, dessa forma, atender toda administração direta e indireta. Libras é a segunda linguagem oficial do Brasil e, além disso, o Governo do Amazonas reconhece a importância da inclusão, uma diretriz que está alinhada ao Governo Federal”, disse.

O curso é ministrado pelo professor Thiago Henrique Rocha, que tem proficiência no ensino de Libras pelo Ministério da Educação e pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e também pelo intérprete, professor Renan Moreira.

“A metodologia é voltada para compreender o surto e a sua experiência visual. O ensino da língua portuguesa e de sinais, são diferentes. A experiência na linguagem de Libras é essencialmente visual. Esse atendimento precisa ser humanizado, valorizando a cultura e a identidade do surdo”, disse, em Libras, o professor Thiago Henrique, que contou com o auxílio do interprete Renan Moreira.

 

As saudações e os vocabulários para uma comunicação eficiente com o surdo serão abordados durante o curso. “Serão repassados os sinais básicos e elementares para o atendimento. E, principalmente, para que os alunos consigam fazer essa tradução da libras a ponto que possam compreender os sinais”, explicou Thiago.

 

“Às vezes pela dificuldade na comunicação, alguns pacientes surdos têm certa resistência. Por isso, há a necessidade da inclusão. Faltam profissionais que possam atendê-los e direcioná-los”, disse a servidora Deise Bringel, do Hospital e Pronto-Socorro Doutor João Lúcio, que participa do curso.

 

Escola – A Escola Governar oferece formação para servidores do estado a partir das demandas das secretarias. No início do ano, quase cem gestores responderam a um questionário no qual apontaram as necessidades em relação à capacitação. Até o fim do ano, a Sead espera promover a capacitação de 10 mil servidores.

FOTOS: GABRIEL RETONDANO

Adão Gomes
Adão Gomes Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.

You must be logged in to post a comment

Arrow
Arrow
Slider