NO DISCURSO EM DAVOS, JAIR BOLSONARO DIZ QUE VAI CUIDAR DA SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL, PARA QUE O PAÍS SEJA VISITADO. ELA FAZ PROPAGANDA DA AMAZÔNIA E DAS PRAIAS. EM MANAUS: POLÍCIA MILITAR APREENDE MIL SACAS DE CARVÃO VEGETAL EM SITUAÇÃO IRREGULAR DURANTE OPERAÇÃO "ÁGUIA - BOINA VERDE" AO ESTADÃO, HAMILTON MOURÃO TAMBÉM DISSE QUE DIVERGÊNCIAS ENTRE PAULO GUEDES E ONYX LORENZONI ESTÃO SUPERADAS. “TEM ESSES PRIMEIROS DEZ DIAS, QUE É O MOMENTO DE CONHECER AS COISAS. O PAULO E O ONYX JÁ TROCARAM BEIJINHOS E ESTÁ TUDO CERTO.”
Arrow
Arrow
Slider

UEA leva inovação e experiências do Amazonas para feira internacional no RJ

UEA leva inovação e experiências do Amazonas para feira internacional no RJ

Green Rio reúne feira, conferência, rodada de negócios, start up e networking

Começou nesta quinta-feira (24/05), na cidade do Rio de Janeiro (RJ), a oitava edição do Green Rio, evento internacional que busca promover a Bioeconomia no país, por meio da divulgação de produtos, pesquisas, serviços e soluções diversas. A programação segue até sábado (25/05).

Em 2019, pela primeira vez, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) está presente, levando à exposição na feira quatro pesquisas realizadas por professores da instituição. Como resultado dessas pesquisas, quatro produtos foram gerados e estão potencialmente disponíveis para produção: o ecopainel de açaí, a madeira plástica de caroço de tucumã, a bioprótese de madeira e o bioplástico.

Para o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, estar pela primeira vez no Green Rio é muito importante não só para a Universidade, mas também para o Amazonas.

“Discutir bioeconomia e diversidade, mas sobretudo mostrar como as ações de biodiversidade fortalecem o desenvolvimento de uma nova matriz econômica para o Amazonas. Temos diante de nós uma oportunidade de gerar conhecimento, mas também de levar negócios para o Amazonas, convergindo os interesses da academia e da economia, de modo que isso possa repercutir em emprego e renda num futuro próximo. Cabe à Universidade esse papel de prospectar na Amazônia, pesquisar, fazer Ciência na Amazônia e mostrar isso para o mundo. Tudo isso sem esquecer da preservação da floresta, do respeito à cultura e saberes tradicionais”, destacou Costa.

Conheça alguns dos produtos da UEA em destaque:

Ecopainel feito com fibras do açaí – A produção dos ecopainéis, baseada nos princípios da Economia Circular, é feita a partir dos resíduos do fruto do açaí descartados nos leitos dos igarapés e canais artificiais de escoamento de água nas cidades, gerando impactos ambientais. A partir deste efeito, o produto consiste no aproveitamento de toda a cadeia da matéria-prima, gerando subprodutos, emprego, renda e tecnologia.

O trabalho também conta com a utilização de uma resina de óleo de mamona para fazer a adesão das fibras. A fabricação pode ainda evitar a emissão de CO2, que ocorre na fabricação industrial de painéis de fibras de madeira utilizando resinas sintéticas à base de Ureia Formaldeído, muito comum na atualidade.

Madeira plástica feita com caroço de tucumã – É produzida a partir de caroços do fruto do tucumã e de plástico reciclado. O processo de fabricação da madeira plástica inicia com a quebra dos caroços do tucumã. Sua parte lenhosa é moída até formar pequenas partículas, da mesma forma como os plásticos duros descartados como resíduo sólido urbano, que são reciclados e moídos.

As partículas de tucumã e do plástico reciclado são misturadas e introduzidas em injetora industrial com adição de calor, onde o plástico derrete e se agrega às partículas da madeira do tucumã. A Madeira Plástica apresenta propriedades físico-mecânicas similares àquelas de materiais utilizados na produção de pisos, painéis, revestimentos, cadeiras, entre outros.

Bioprótese de madeira (feita com cumaru, pau d’arco e roxinho – madeiras típicas da Amazônia) – As madeiras pau d’arco, cumaru e roxinho são as matérias-primas da bioprótese. As lâminas que darão origem ao protótipo passarão por um processo de secagem natural. As articulações do pé e do tornozelo formam um sistema complexo que deve fornecer um grau de estabilidade maior do que de flexibilidade. As lâminas são apoiadas para receber a película do adesivo, e rapidamente prensadas com fixadores manuais, para que todas as ligações adesivas atinjam a máxima resistência.

A bioprótese fornece uma base estável para a posição ereta; fornece uma alavanca rígida, na fase do impulso da marcha; absorve as cargas; adapta-se às irregularidades do solo e transforma a torção por meio da articulação inferior e da bacia.

Sobre o Green Rio 2019 – O evento Green Rio reúne em sua feira anual negócios e representantes da Economia Verde, dos setores orgânico e sustentável. De quinta-feira (23/05) a domingo (25/05), acontecerá a sexta edição do evento na Marina da Glória, Rio de Janeiro.

Adão Gomes
Adão Gomes Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
Os comentários estão fechados.
Arrow
Arrow
Slider