NO DISCURSO EM DAVOS, JAIR BOLSONARO DIZ QUE VAI CUIDAR DA SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL, PARA QUE O PAÍS SEJA VISITADO. ELA FAZ PROPAGANDA DA AMAZÔNIA E DAS PRAIAS. EM MANAUS: POLÍCIA MILITAR APREENDE MIL SACAS DE CARVÃO VEGETAL EM SITUAÇÃO IRREGULAR DURANTE OPERAÇÃO "ÁGUIA - BOINA VERDE" AO ESTADÃO, HAMILTON MOURÃO TAMBÉM DISSE QUE DIVERGÊNCIAS ENTRE PAULO GUEDES E ONYX LORENZONI ESTÃO SUPERADAS. “TEM ESSES PRIMEIROS DEZ DIAS, QUE É O MOMENTO DE CONHECER AS COISAS. O PAULO E O ONYX JÁ TROCARAM BEIJINHOS E ESTÁ TUDO CERTO.”
Arrow
Arrow
Slider

Prefeitura cobra cumprimento da ‘Lei das Filas’

Prefeitura cobra cumprimento da ‘Lei das Filas’

 

Prefeitura de Manaus, por meio da Ouvidoria e Proteção ao Consumidor (Procon Manaus), entregou na tarde desta terça-feira, 21/5, à 1ª Vara da Justiça Federal, relatório informando sobre o descumprimento da decisão judicial, proferida nos autos da Ação Civil Pública nº 16284-62.2016.4.01.3200, que determinou que os bancos Bradesco, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil se adequassem imediatamente à Lei das Filas, sob pena de multa judicial.

A referida ação civil pública, com pedido de concessão de liminar, foi ajuizada por meio de força-tarefa composta pelo Procon Manaus; Ministério Público Federal (MPF-AM); Defensoria Pública do Estado (DPE-AM); Ministério Público do Estado (MPE-AM); Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Amazonas (OAB-AM); e Secretaria Executiva de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM) com o objetivo de obrigar os três bancos a cumprirem as obrigações dispostas na Lei Estadual nº 139/2013 e Lei Municipal 167/2005, as “Leis das Filas”.

Em decisão liminar, o juízo da 1ª Vara Federal determinou que as agências bancárias cumprissem imediatamente a “Lei das Filas”, sob pena de multa de R$ 10 mil por descumprimento comprovado.

Entretanto, conforme verificado pelo Procon Manaus, as agências bancárias permaneceram descumprindo reiteradamente a “Lei das Filas”. O banco Bradesco, por exemplo, já fora autuado, desde a decisão liminar, 49 vezes pelo Procon Manaus, por sujeitar os consumidores a tempo de espera acima do permitido por lei e às vezes chegando a 4 horas ou mais de espera.

“Nós ingressamos com essa ação civil pública no ano de 2017 e houve uma decisão judicial da juíza Jaiza Maria Fraxe condenando os bancos por descumprimento, ou seja, a cada vez que fosse comprovadamente descumprida a ‘Lei das Filas’, o banco seria obrigado ao pagamento de uma multa no valor de R$ 10 mil. Lembrando que o pagamento da multa imposta pela Justiça, não exime as instituições bancárias de pagarem as multas aplicadas pelo Procon Manaus, que são altíssimas, podendo chegar a R$ 150 mil por infração”, explicou o coordenador do Procon Manaus, Rodrigo Guedes.

Guedes acrescentou, ainda, que espera que com a manifestação do Procon Manaus, nos autos, e a consequente aplicação de multa pela própria Justiça Federal, os bancos passem a cumprir os tempos máximos estabelecidos em lei. “É importante destacar que as ações de fiscalização continuam a ser realizadas, normalmente, pelo Procon Manaus, e essas autuações não chegam a 10% das denúncias. Vamos pedir ao Procon Amazonas que entregue seu relatório também e estamos pedindo que seja determinada uma obrigação de fazer, para que sejam abertas mais agências na capital“, disse o Rodrigo.

A “Lei das Filas” estabelece um tempo máximo de 15 minutos de espera do consumidor em dias normais; 20 minutos de véspera ou após feriados e de 25 minutos em dias de pagamento dos servidores públicos. Caso o consumidor verifique o descumprimento da Lei, é possível denunciar ao Procon Manaus, por meio do telefone 0800 092 0111.

Adão Gomes
Adão Gomes Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
Os comentários estão fechados.
Arrow
Arrow
Slider